J acha que nossa relação permite que ela me faça

Info icon This preview shows pages 75–77. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
J. acha que nossa relação permite que ela me faça vincular meu futuro a Zedelghem de modo mais sólido — diz ela, ½ de brincadeira, ½ a sério, que não vai me deixar “abandonar” a ela e seu marido, no momento em que “eles” estão mais necessitados. O demônio, Sixsmith, está nos pronomes. O pior de tudo é que J. começou a usar aquela palavra começada por A em relação a mim, e quer ouvi-la de meus lábios também. Qual o problema dessa mulher? Tem quase o dobro da minha idade! O que é que ela quer? Eu lhe garanti que jamais amei outra pessoa que não a mim mesmo, e que não tenho nenhuma intenção de mudar agora, especialmente com a mulher de outro homem, e especialmente quando o homem em questão tem o poder de sujar meu nome em toda a comunidade musical europeia, bastando-lhe escrever meia dúzia de cartas. Aí, é claro, a fêmea se vale dos seus recursos costumeiros, chora no meu travesseiro, acusa-me de “usá-la”. Concordo, é claro que eu a “usei”, tal como ela me “usou”. É essa a relação entre nós. Se não está mais satisfeita, eu não a estou prendendo. E assim ela sai batendo os pés e fica fazendo beicinho uns dois dias e duas noites, até que a ovelha velha volta a sentir fome de carneiro jovem, e então retorna, começa a dizer que sou o queridinho dela, agradece-me por ter “devolvido a música ao Vyvyan”, e o ciclo idiota recomeça mais uma vez. Terá ela recorrido a Hendrick no passado? Creio que J. é capaz de qualquer coisa. Se um dos médicos austríacos de Renwick abrisse a cabeça dela, todo um enxame de neuroses ia brotar de lá. Se eu soubesse que J. era tão instável, não a teria deixado enfiar-se na minha cama naquela primeira noite. Ela tem um jeito desolado de fazer amor. Desolado, não: feroz. Aceitei a proposta de V. A. e vou ficar aqui até o próximo verão, no mínimo. Nenhuma consideração cósmica entrou na minha decisão — apenas vantagens artísticas, pragmatismo financeiro e a possibilidade de que J. tenha algum chilique se eu for embora. As consequências disso não seriam do tipo “lavou, está novo”. Mais tarde, no mesmo dia O jardineiro fez uma fogueira com as folhas secas — acabei de voltar para dentro de casa. O calor no rosto e nas mãos, a fumaça triste, o fogo a crepitar e resfolegar. Lembrei-me da cabana do jardineiro em Gresham. Enfim, tirei desse fogo uma linda passagem — percussão para o crepitar do fogo, fagote contralto para a madeira e uma flauta nervosa para as chamas. Terminei de transcrever a peça neste instante. O ar dentro do château está úmido como roupa lavada que não quer secar. Correntezas de ar fazem as portas bater nos corredores. O outono está deixando para trás sua doçura e entrando na sua fase espinhosa, apodrecida. Não me lembro do verão nem mesmo dizendo adeus.
Image of page 75

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
Saudações, R. F.
Image of page 76
Image of page 77
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern