Considerando se a infiltração propriamente dita tem

Info icon This preview shows pages 659–661. Sign up to view the full content.

Considerando-se a infiltração propriamente dita, tem-se geralmente que, quanto mais intemperizado for o solo, maior é o seu grau de agregação e, portanto, maiores a macroporo- sidade e a infiltrabilidade. Os solos profundamente intemperizados correspondem à camada mais superficial, que pode, porém, atingir vários metros de espessura. Esses solos são bem drenados e apresentam elevada infiltrabilidade. Em seguida, tem-se, no perfil de intemperis- mo, a transição entre o solo profundamente intemperizado e o solo saprolítico. Essa camada, comumente, não é muito espessa e apresenta, por ser de transição, grande heterogeneidade em suas propriedades e em seu comportamento, conforme mostra Cardoso (2002). Logo, os resultados de ensaios de infiltração e permeabilidade nessa camada de solo dada sua caracte- rística de grande heterogeneidade, requerem, maior cuidado ao se definir um comportamen- to como padrão. Já a camada subjacente a essa, a de solo saprolítico, é geralmente marcada por baixa permeabilidade e infiltrabilidade. Esse comportamento será mais ou menos marcante segundo a rocha de origem e suas características estruturais. Como o nível d’água encontra-se geralmente no contato com essa camada e sua permeabilidade é comumente pequena, não é frequente serem nela instalados os sistemas de infiltração, lembrando que a recarga direta do aquífero pode gerar problemas de contaminação. Indo agora para o campo dos reflexos da infiltração no comportamento do solo, tem-se que, no manto profundamente intemperizado, ocorrem riscos de colapso estrutural do solo, o que pode ocasionar subsidências e perda de capacidade de carga. Na camada de transição, dada sua heterogeneidade de propriedades e comportamento, a influência apresentará grande variabilidade, podendo ir de porções marcadas por colapso estrutural e outras por mecanis-
Image of page 659

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 630 mos de expansão. Já a infiltração no solo saprolítico pode contribuir tanto para a sua perda de capacidade de carga, como para a ocorrência de expansão mineralógica e/ou estrutural. Essa expansão dependerá evidentemente da presença de argilominerais expansivos e/ou de uma estrutura herdada favorável à expansão estrutural. Para ilustrar a importância do intemperismo na macroposidade do solo e, portanto, em sua infiltrabilidade, a Figura 5 (CAMAPUM DE CARVALHO et al. , 2002) mostra a relação entre o somatório dos teores de gibsita, hematita e goetita e o índice de vazios interagregado que caracteriza um perfil de solo de 10 m de espessura. Até 7 m é considerado profundamente intemperizado, de 7 m a 8 m tem-se a transição e, a partir dessa camada, inicia-se o solo sapro- lítico. Nessa figura, os dois pontos destoantes da tendência correspondem às profundidades de 1 m e 2 m, marcadas pela presença de matéria orgânica, que é, como se sabe, agregadora.
Image of page 660
Image of page 661
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern