Armando Est� bem Só É capaz de Ter ido antes a Paris tratar de venda que estava

Armando est? bem só é capaz de ter ido antes a

This preview shows page 35 - 38 out of 52 pages.

Armando— Está bem… (Só) . É capaz de Ter ido antes a Paris, tratar de vendaque estava projetando. Felizmente Prudência está prevenida e arranjará um meio deimpedi-la… (Olha pela janela). Parece que estou vendo uma sombra no jardim…(Chama). Margarida! Margarida! Ninguém!… Nanine! Nanine!… (Toca a campainha).Não responde. O que quer dizer com isso? Este vazio me arrepia. Este silêncioencobre uma desgraça. Por que deixei Margarida sair? Ela me escondia algumacoisa. Estava chorando! Será que me enganava? Ela, me enganar? Impossível!
Background image
36Logo quando pensava sacrificar tudo por mim… Mas quem sabe aconteceu algumacoisa? Quem sabe está ferida?… Quem sabe, morta? Preciso saber o que…Um Mensageiro (Entrando).— Sr. Armando Duval?Armando— Sou eu.Mensageiro— Uma carta para o senhor.Armando— De onde?Mensageiro— De Paris.Armando— Quem mandou?Mensageiro— Uma senhora.Armando— E como foi que conseguiu chegar até aqui?Mensageiro— O portão do jardim estava abertos não encontrei ninguém, vi luzaqui, pensei...Armando— Está bem, pode ir... (Mensageiro se retira).Armando— É de Margarida... De onde me vem essa emoção... Com certeza estáme esperando em algum lugar e me pede para ir ao seu encontro! (Vai abrir a carta).Estou tremendo. Ora, que bobagem! (Durante esse tempo, Jorge Duval entrou eficou de pé atrás do filho. Armando lê). “Quando você receber esta carta, Armando!(Dá um grito). Ah! (Volta-se e vê o pai). Meu pai! (Atira-se no seus braços,soluçando. Duval pega a carta e lê).FIM DO TERCEIRO ATOATO IV(Um “bondoir” em casa de Olímpia. Ao fundo, porta comunicando com um salãoprofusamente iluminado. Porta à direita e à esquerda. Mesa de jogo e jogadores, àesquerda, pessoas sentadas num canapé. Empregados oferecendo refrescos. Aofundo, pessoas passeando. Ruído de orquestra; dança, movimento) .CENA I(Gastão, Artur, o médico, Prudência, Saint-Gaudens, Olímpia, Anaiseconvidados) .Gastão(Fazendo banca no “baccarat”). — Façam seu jogo, cavalheiros, façam seujogo...Artur— Qual é a banca?Gastão— Cem luíses.Artur— Cinco francos no ponto.Gastão— Ora, ora... perguntar qual era a banca, para jogar cinco francos...Artur— Se prefere posso jogar dez luíses a crédito . . .Gastão— Não, não, não. (Ao Médico). E o senhor, doutor, não joga?O MédicoNão.GastãoE o que está fazendo aí?O Médico— Conversando com as senhoras... me fazendo conhecer...Gastão— Ganha mesmo muito em ser conhecido!O Médico— É só no que ganho.Gastão— Se é assim que jogam, eu largo a banca.Prudência— Espere! Eu jogo 10 francos.Gastão— Onde estão?Prudência— Aqui no bolso.
Background image
37Gastão(Rindo). — Dava 15 francos para ver os seus 10.Prudência— Gente! Esqueci minha bolsa.Gastão— Isso é que se chama uma bolsa bem mandada. Tome 20 francosPrudência— Depois eu pago.
Background image
Image of page 38

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 52 pages?

  • Fall '19
  • Deus, JANELA, Honra, Margarida, Universidade da Amazônia

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture