dos modelos matem\u00e1ticos envolvidos das ferramentas matem\u00e1ticas utilizadas e dos

Dos modelos matemáticos envolvidos das ferramentas

This preview shows page 49 - 52 out of 52 pages.

dos modelos matemáticos envolvidos, das ferramentas matemáticas utilizadas e dos obstáculos epistemológicos que se fizeram presentes na trajetória do desenvolvimento da teoria das probabilidades; aspecto relativo ao processo ensino-aprendizagem – o professor precisa conhecer variáveis que interferem no processo ensino-aprendizagem de noções de probabilidade o que implica em estudos no âmbito da psicologia educacional. Além de o professor conhecer noções de probabilidade do ponto de vista matemático, ele precisa compreender o modo como essas noções
Image of page 49
50 Todos os direitos são reservados ao Grupo Prominas, de acordo com a convenção internacional de direitos autorais. Nenhuma parte deste material pode ser reproduzida ou utilizada, seja por meios eletrônicos ou mecânicos, inclusive fotocópias ou gravações, ou, por sistemas de armazenagem e recuperação de dados – sem o consentimento por escrito do Grupo Prominas. são progressivamente elaboradas pelo aluno do ponto de vista psicológico para poder intervir didaticamente no ensino desse conteúdo; aspecto didático-metodológico – o professor precisa conhecer e compreender métodos para o ensino de noções de probabilidade nos anos iniciais da escolarização como, por exemplo, a resolução de problemas; uso de jogos e modelagem matemática. Rodrigues (2011) entende que uma formação matemática inicial de professores polivalentes que considera resultados de estudos e pesquisas pode se tornar uma formação capaz de fornecer condições para que os futuros professores polivalentes desenvolvam competências e habilidades necessárias à ampliação dos conhecimentos matemáticos a serem ensinados, conhecendo-os sob diferentes perspectivas, inclusive daquelas originadas de demandas sociais, do mundo do trabalho e de novas tecnologias. Lopes (2008) também afirma ser imprescindível que esses profissionais tenham a possibilidade de participar de uma formação completa, adquirindo um conhecimento profissional que lhes dê autonomia para definir por que, quando e como se deve incluir estocástica em suas aulas. O docente precisa apresentar pelo menos um nível de abstração superior, no que diz respeito ao conteúdo que irá trabalhar, pois somente dessa forma conseguirá estabelecer conexões com outras áreas e/ou com o próprio conhecimento matemático e estatístico. O conhecimento profissional didático deverá incorporar o domínio de conceitos, representações, procedimentos, resolução de problemas, habilidades de exploração e investigação. Necessita que o docente tenha boa relação com a matemática, gosto e disponibilidade para se envolver em preparação das aulas, para refletir sobre os redirecionamentos no decorrer das aulas e durante momentos de formação e trabalho colaborativo.
Image of page 50
51 Todos os direitos são reservados ao Grupo Prominas, de acordo com a convenção internacional de direitos autorais. Nenhuma parte deste material pode ser reproduzida ou utilizada, seja por meios eletrônicos ou mecânicos, inclusive fotocópias ou gravações, ou, por sistemas de armazenagem e recuperação de dados – sem o consentimento por escrito do Grupo Prominas.
Image of page 51
Image of page 52

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 52 pages?

  • Spring '17
  • Various
  • Blaise Pascal, Probabilidade, CONHECIMENTO, Teoria Dos Conjuntos

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

Stuck? We have tutors online 24/7 who can help you get unstuck.
A+ icon
Ask Expert Tutors You can ask You can ask You can ask (will expire )
Answers in as fast as 15 minutes