2 caracterizando a infiltração em escala regional

Info icon This preview shows pages 451–454. Sign up to view the full content.

2 Caracterizando a infiltração em escala regional Conjuntos de dados de campo e laboratório são analisados para aproximar as caracterís- ticas do substrato de uma zona de projeto de engenharia. Quanto maior é a área, maior será a quantidade de amostras necessárias para garantir qualidade na caracterização da zona de trabalho. Numa região de magnitude como a do DF, é inviável executar uma campanha de ensaios de campo, amostragens e ensaios de laboratório de alta resolução devido aos custos e à quan- tidade de trabalho que implicaria. Isso desafia o engenho para explorar técnicas de medição indireta que permitam extrair informação de grandes conjuntos de dados secundários para inferir a informação de interesse. As bases cartográficas são fontes de dados de relevância para projetos de engenharia, o potencial dos conjuntos de informações disponíveis é ainda mais aproveitado mediante o uso de técnicas de geoprocessamento. A escolha dos dados secundá- rios e dos métodos de inferência deve ter fundamentos físicos e matemáticos coerentes com a realidade da zona de trabalho, e os resultados inferidos devem ser validados com informação existente da região.
Image of page 451

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 422 Figura 3. Carta hidrogeológica do domínio poroso do DF (adaptado de FREITAS-SILVA e CAMPOS, 1998). Figura 4. Carta hidrogeológica do domínio fraturado do DF (adaptado de FREITAS-SILVA e CAMPOS, 1998). Na literatura científica, é possível encontrar parâmetros físicos que demonstram ter re- lação com as feições do terreno. Duas feições, a densidade de drenagem ( DD ) e a Rugosidade do relevo ( Rug ), animam a curiosidade devido às relações que têm sido encontradas entre essas e as características do meio físico (SPEIGHT, 1976; ZãVOIANU, 1978; SOARES e PIO FIORI, 1978). Na Tabela 3, são descritas a densidade de drenagem ( DD ) e a Rugosidade do relevo ( Rug ).
Image of page 452
Mapeamento da infiltração no Distrito Federal 423 Tabela 3. Densidade de drenagem e rugosidade do relevo. Parâmetro Definição Relações com o meio físico Densidade de drenagem [ DD ] Comprimento dos elementos de drenagem por unidade de área [m/ m 2 ]. Maior DD associada a: • maior transporte de material; • menor potencial de infiltração; • maior fragmentação do substrato; • maior precipitação. Rugosidade do relevo [ Rug ] Complexidade geométrica do terreno, avaliada pela quantidade de microfeições do relevo por unidade de área. Maior Rug associada a: • maior resistência ao intemperismo; • menor potencial de infiltração; • menor espessura dos solos; • menor grau de plasticidade dos maciços rochosos (entendendo por plasticidade a capacidade de um material ser deformado sem ruptura).
Image of page 453

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Image of page 454
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern