Strings gets strcpy strcat strlen strcmp strings são

Info icon This preview shows pages 2–5. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
Strings gets strcpy strcat strlen strcmp Strings são vetores de char s . Nada mais e nada menos. As strings são o uso mais comum para os vetores. Devemos apenas ficar atentos para o fato de que as strings têm o seu último elemento como um '\0'. A declaração geral para uma string é: char nome_da_string [tamanho]; Devemos lembrar que o tamanho da string deve incluir o '\0' final. A biblioteca padrão do C possui diversas funções que manipulam strings. Estas funções são úteis pois não se pode, por exemplo, igualar duas strings: string1=string2; /* NAO faca isto */ Fazer isto é um desastre. Quando você terminar de ler a seção que trata de ponteiros você entenderá porquê. As strings devem ser igualadas elemento a elemento. Quando vamos fazer programas que tratam de string muitas vezes podemos fazer bom proveito do fato de que uma string termina com '\0' (isto é, o número inteiro 0). Veja, por exemplo, o programa abaixo que serve para igualar duas strings (isto é, copia os caracteres de uma string para o vetor da outra): #include <stdio.h> int main () { int count; char str1[100],str2[100]; .... /* Aqui o programa le str1 que sera copiada para str2 */ for (count=0;str1[count];count++) str2[count]=str1[count]; str2[count]='\0'; .... /* Aqui o programa continua */ __________________________________________________________________________________ _ CURSO DE C DO CPDEE DA UFMG 36
Image of page 2

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
} A condição no loop for acima é baseada no fato de que a string que está sendo copiada termina em '\0'. Quando o elemento encontrado em str1[count] é o '\0', o valor retornado para o teste condicional é falso (nulo). Desta forma a expressão que vinha sendo verdadeira (não zero) continuamente, torna-se falsa. Vamos ver agora algumas funções básicas para manipulação de strings. gets A função gets() lê uma string do teclado. Sua forma geral é: gets (nome_da_string); O programa abaixo demonstra o funcionamento da função gets() : #include <stdio.h> int main () { char string[100]; printf ("Digite o seu nome: "); gets (string); printf ("\n\n Ola %s",string); return(0); } Repare que é válido passar para a função printf() o nome da string. Você verá mais adiante porque isto é válido. Como o primeiro argumento da função printf() é uma string também é válido fazer: printf (string); isto simplesmente imprimirá a string. strcpy Sua forma geral é: strcpy (string_destino,string_origem); A função strcpy() copia a string-origem para a string- destino. Seu funcionamento é semelhante ao da rotina apresentada na seção anterior . As funções apresentadas nestas seções estão no arquivo cabeçalho string.h . A seguir apresentamos um exemplo de uso da função strcpy() : #include <stdio.h> #include <string.h> int main () { char str1[100],str2[100],str3[100]; printf ("Entre com uma string: "); gets (str1); strcpy (str2,str1); /* Copia str1 em str2 */ strcpy (str3,"Voce digitou a string "); /* Copia "Voce digitou a string" em str3 */ printf ("\n\n%s%s",str3,str2); return(0); } strcat A função strcat() tem a seguinte forma geral: strcat (string_destino,string_origem); A string de origem permanecerá inalterada e será anexada ao fim da string de destino. Um exemplo: __________________________________________________________________________________ _ CURSO DE C DO CPDEE DA UFMG 37
Image of page 3
#include <stdio.h> #include <string.h> int main () {
Image of page 4

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
Image of page 5
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern