Veja os exemplos abaixo 30 como identificar os

  • No School
  • AA 1
  • luislopesmil
  • 38

This preview shows page 29 - 32 out of 38 pages.

Veja os exemplos abaixo:
Image of page 29
30 COMO IDENTIFICAR OS MOVIMENTOS EXPLOSIVOS NA BOLSA DIDI Index (agulhada) Este indicador foi criado pelo grafista brasileiro Odir Aguiar, o Didi, que percebeu um comportamento particular das médias móveis de 3, 8 e 20 períodos. Quando temos as três médias colocadas como indicador, a linha da média de 8 períodos se mantém sem- pre horizontal. Quando temos um cruzamento das médias de 3 e 20 dias em cima da linha da média de 8 períodos e a partir desse cruzamento vai uma média para cada lado, temos uma agulhada. Se a média de 3 dias sair para cima e a média de 20 dias sair para baixo, temos uma agulhada de compra, se tivermos o con- trário, teremos uma agulhada de venda. É importante observar que as agulhadas sempre devem vir acompanhadas de tendência no mesmo sentido da agulhada, segundo o ADX. Caso não haja a tendência, a agulhada não é válida. TRIX O Trix é um indicador para mercados sem tendência. Na verdade, ele completa nossa análise, uma vez que os dois primeiros citados acima são para mercados com tendência. Geralmente é um indicador combi - nado com uma média móvel de 4 períodos, mas existem analistas que utilizam uma combinação com média móvel para 5 períodos. Assim que identificado a ausência de tendência no ADX, olhamos para o trix e procuramos achar o cru - zamento da média móvel. Se a média móvel cruzar o trix para cima, significa que temos compra; se cruzar para baixo significa que temos venda. Seu cálculo é a taxa percentual de um período de 3 vezes a média móvel exponencial, sendo que o período desta média é definido de acordo com o perfil de cada usuário. A explicação para se usar o fator exponen - cial triplo é se considerar somente os ciclos dos mercados significantes, desprezando os outros pequenos movimentos.
Image of page 30
31 COMO IDENTIFICAR OS MOVIMENTOS EXPLOSIVOS NA BOLSA Osciladores IFR (Índice de força relativa) É um dos osciladores mais conhecidos e utilizados pelos analistas gráficos. Ele mede a velocidade da va - riação do valor do ativo “força”. Sua variação é de 0 a 100 tendo o nível sobre-comprado acima dos 70 e sobre-vendido abaixo dos 30, apesar desses valores dependerem da preferência de cada usuário. Seu cálculo é feito da seguinte forma: IFR = 100 – (100/(1+(A/B)) A= É a média de preços de fechamento dos dias de alta do período. B= É a média dos preços de fechamento dos dias de baixa do período. Esses períodos também variam de acordo com a preferência do usuário, sendo os mais comuns 7, 9 e 14 períodos. Quanto menor, mais volátil fica o IFR, e vice-versa. Além de identificar regiões sobrecompradas (acima de 70) e sobrevendidas (abaixo dos 30), o IFR é capaz de sinalizar possíveis reversões de tendência através de divergências encontradas entre os gráficos e o os - cilador.
Image of page 31
Image of page 32

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 38 pages?

  • Fall '19
  • Triángulo, ANÁLISE, Preço, MERCADO DE CAPITAIS, Investimento

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture