Cabe destacar que a menos que outras variações de

Info icon This preview shows pages 656–658. Sign up to view the full content.

hidratação do solo variará também com a sua química. Cabe destacar que, a menos que outras variações de energia ocorram no solo, a uma determinada energia externa corresponderá uma mesma energia de retenção independentemente da química ou mineralogia do solo, pois se trata de variação de energia interna para compensar a variação de energia externa aplicada ao solo. Figura 4. a) Variação da umidade higroscópica segundo o mineral; b) variação da umidade higroscópica segundo os cátions trocáveis. Após esta breve introdução, é possível situar a energia no contexto dos comportamentos hidráulico e mecânico. No comportamento hidráulico, a facilidade de movimentação das moléculas de água (fluxo) devido à energia gravitacional será tanto maior quanto menor o déficit de energia em cada partícula, pois, em existindo, o déficit será suprido pelas moléculas de água, cátions e ânions que se fizerem presentes. Como resultado, a água dos poros perde mobilidade, por encontrar-se atraída pelas partículas sólidas. Considerando-se, porém, a movimentação das moléculas de água devido ao déficit de energia interna, esta será tanto maior quanto maior o déficit, podendo evidentemente ocorrer restrições a tais movimentos, como é o caso do surgimento de bolhas oclusas ou de uma frente gasosa. Em síntese, considerando-se a questão do equilíbrio de energia, pode-se entender, por um lado, que a infiltração será tanto maior quanto maior a porosidade do solo e maior a carga hidráulica gravitacional; por outro lado, a infiltração será tanto mais importante quanto maior o déficit de energia interna. No primeiro caso, sendo elevada a porosidade, as moléculas de água à medida que se afastam das partículas estarão menos sujeitas a suas energias de retenção de água, e quanto mais elevada a energia gravitacional com maior intensidade ocorrerá o desequilíbrio de energia favorável ao fluxo, ampliando a taxa de infiltração. Já no segundo caso, sendo elevado o déficit de energia interna, a partícula buscará supri-lo de modo mais intenso, ampliando a taxa de infiltração. Quando se avalia o problema do fluxo no contexto da energia, é necessário levar em conta as características do fluido, tais como a temperatura e a composição química, pois são, na realidade, componentes de energia. No campo do comportamento mecânico, essas interações entre partículas, seja de natu- reza químico-mineralógica (forças de adsorção), seja de natureza físico-química (forças ca- pilares), projetam-se como tensões interpartículas, intervindo diretamente em parâmetros como resistência (coesão e atrito), deformabilidade, colapso e expansão. Portanto, a infiltra- ção de águas pluviais deve passar por avaliações do comportamento mecânico do solo frente às variações de umidade a que ele se sujeitará.
Image of page 656

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Considerações sobre aspectos relacionados aos sistemas de infiltração de águas pluviais 627 Quando se avalia a importância para o processo de infiltração de aspectos como forma
Image of page 657
Image of page 658
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern