Mas aí surge a pergunta então como é que podemos

Info icon This preview shows pages 10–12. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
Mas aí surge a pergunta: então como é que podemos usar a seguinte notação? nome_da_variável[índice] Isto pode ser facilmente explicado desde que você entenda que a notação acima é absolutamente equivalente a se fazer: *(nome_da_variável+índice) Agora podemos entender como é que funciona um vetor! Vamos ver o que podemos tirar de informação deste fato. Fica claro, por exemplo, porque é que, no C, a indexação começa com zero. É porque, ao pegarmos o valor do primeiro elemento de um vetor, queremos, de fato, *nome_da_variável e então devemos ter um índice igual a zero. Então sabemos que: *nome_da_variável é equivalente a nome_da_variável[0] Outra coisa: apesar de, na maioria dos casos, não fazer muito sentido, poderíamos ter índices negativos. Estaríamos pegando posições de memória antes do vetor. Isto explica também porque o C não verifica a validade dos índices. Ele não sabe o tamanho do vetor. Ele apenas aloca a memória, ajusta o ponteiro do nome do vetor para o início do mesmo e, quando você usa os índices, encontra os elementos requisitados. Vamos ver agora um dos usos mais importantes dos ponteiros: a varredura sequencial de uma matriz. Quando temos que varrer todos os elementos de uma matriz de uma forma sequencial, podemos usar um ponteiro, o qual vamos incrementando. Qual a vantagem? Considere o seguinte programa para zerar uma matriz: int main () { float matrx [50][50]; int i,j; for (i=0;i<50;i++) for (j=0;j<50;j++) matrx[i][j]=0.0; return(0); } Podemos reescrevê-lo usando ponteiros: int main () { float matrx [50][50]; float *p; int count; p=matrx[0]; for (count=0;count<2500;count++) { *p=0.0; p++; } return(0); } No primeiro programa, cada vez que se faz matrx[i][j] o programa tem que calcular o deslocamento para dar ao ponteiro. Ou seja, o programa tem que calcular 2500 deslocamentos. No segundo programa o único cálculo que deve ser feito é o de um incremento de ponteiro. Fazer 2500 incrementos em um ponteiro é muito mais rápido que calcular 2500 deslocamentos completos. __________________________________________________________________________________ _ CURSO DE C DO CPDEE DA UFMG 44
Image of page 10

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
Há uma diferença entre o nome de um vetor e um ponteiro que deve ser frisada: um ponteiro é uma variável, mas o nome de um vetor não é uma variável. Isto significa, que não se consegue alterar o endereço que é apontado pelo "nome do vetor". Seja: int vetor[10]; int *ponteiro, i; ponteiro = &i; /* as operacoes a seguir sao invalidas */ vetor = vetor + 2; /* ERRADO: vetor nao e' variavel */ vetor++; /* ERRADO: vetor nao e' variavel */ vetor = ponteiro; /* ERRADO: vetor nao e' variavel */ Teste as operações acima no seu compilador. Ele dará uma mensagem de erro. Alguns compiladores dirão que vetor não é um Lvalue. Lvalue, significa "Left value", um símbolo que pode ser colocado do lado esquerdo de uma expressão de atribuição, isto é, uma variável. Outros compiladores dirão que tem-se "incompatible types in assignment", tipos incompatíveis em uma atribuição.
Image of page 11
Image of page 12
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern