Universidade federal rural do semi árido 3

This preview shows page 4 - 5 out of 5 pages.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO 3. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL 3.1 MATERIAIS Proveta 2L Termômetro Cronômetro 3.2 PROCEDIMENTO 1. Alimentar o trocador de calor com os fluidos em escoamento paralelo; 2. Controlar e medir a vazão do fluido frio da seguinte forma; a) Abra a torneira (entrada do fluido frio) e anote o volume escoado na saída do trocador de calor em 10s. b) Realize o passo a em triplicata (manter sempre a mesma abertura da torneira) e calcule a média para obter a vazão do fluido frio. 3. Medir as temperaturas dos 2 (dois) fluidos nas extremidades do trocador de calor; 4. Repetir os passos 2 e 3 alimentando o trocador de calor com os fluidos em escoamento contracorrente; Dados: Vazão do fluido quente: 0,2L/s Raio tubo interno: 0,0049 m Comprimento=0,86 m 4. ANÁLISE DOS RESULTADOS 1. A partir das temperaturas obtidas na etapa 3, traçar a curva T x Comprimento do trocador de calor; 2. Determinar a média logarítmica das diferenças de temperatura (MLDT ou ΔT m ) para os dois casos;
Image of page 4
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO 3. Realizar o balanço de energia para determinar a taxa de transferência de calor e o coeficiente global de transferência de calor, comparar e discutir os resultados encontrados para cada tipo de escoamento. 5. BIBLIOGRAFIA INCROPERA, F. P.; de WITT, D. P., Fundamentos de transferência de calor e de massa, 4 ed, LTC, Rio de Janeiro, 1998. KERN, D. Q., Processos de transmissão de calor, Guanabara Dois, Rio de Janeiro, 1980.
Image of page 5

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 5 pages?

  • Fall '19
  • Fluido, engenharia química, Tubo

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture