Darnoq trajando apenas sua tanga de selvagem e um

Info icon This preview shows pages 33–35. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
do navio no bote do sr. D’Arnoq trajando apenas sua tanga de selvagem e um colar de dentes de tubarão). Suas costas estavam visíveis. As marcas do chicote, esperava eu, dariam testemunho da sua resistência e despertariam compaixão no peito dos observadores. Os ratos que se escondem nas paredes haviam espalhado a notícia do ocorrido, e a maioria dos marujos estava reunida no convés. (Meu aliado, Henry, ainda não se levantara, e não sabia de meus apuros.) O capitão Molyneux olhou o moriori de alto a baixo como quem examina uma mula e dirigiu-se a ele assim: “O sr. Ewing, que não sabe nada a respeito do modo como você entrou no meu navio, diz que se considera marinheiro”. Respondeu Autua, com coragem e dignidade: “Sim, senhor capitão, dous anos baleeiro Mississippi de Le Havre com capitão Maspero, e quatro anos Cornucopia de Filadélfia com capitão Caron, três anos…”. O capitão Molyneux interrompeu-o e apontou para as calças que Autua usava. “Você roubou essa roupa?” Autua percebeu que também eu estava sendo julgado. “Este cavalheiro cristão deu, senhor.” A tripulação voltou os olhos na direção do dedo do clandestino, apontado para mim, e o sr. Boerhaave percebeu uma falha na minha armadura. “É mesmo? Quando que ele lhe deu esse presente?” (Lembrei-me dum aforismo de meu sogro: “Para enganar um juiz, finja estar fascinado, mas, para enganar todo o tribunal, finja estar entediado”, e fiz que estava tirando um cisco do olho.) Autua respondeu, tal como fora instruído: “Há dez minutos, senhor, eu, sem roupa, cavalheiro falou: nu não pode, veste”. “Se você é marinheiro mesmo”, nosso comandante apontou para cima com o polegar, “quero ver você arriar essa vela do mastro principal.” Ao ouvir essa ordem, o clandestino ficou hesitante e confuso, e me dei conta da loucura que eu fizera ao depender da palavra daquele índio, porém Autua havia apenas percebido uma armadilha. “Senhor, esse não mastro principal, mezena, não?” Impassível, o comandante fez que sim. “Então tenha a bondade de arriar a
Image of page 33

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
vela da mezena .” Autua subiu o mastro mais que depressa, e comecei a ter esperanças de que nem tudo estava perdido. O sol recém-nascido deitava sua luz rente à superfície do mar, obrigando-nos a apertar os olhos. “Faça pontaria com minha arma”, o capitão instruiu o sr. Boerhaave, depois que o clandestino passou da carangueja da mezena, “e atire quando eu mandar!” Neste momento protestei com muita veemência, dizendo que o índio recebera o Santo Sacramento, mas o comandante me mandou calar a boca ou então voltar para as ilhas Chatham a nado. Nenhum comandante americano seria capaz de matar um homem de modo tão odioso, nem mesmo sendo um negro! Autua chegou à verga do mastro principal com uma destreza simiesca, embora o mar estivesse agitado. Vendo a vela a desdobrar-se, um dos marinheiros mais calejados, um islandês sério, obediente e trabalhador, manifestou sua admiração para que todos ouvissem. “Esse escuro é marinheiro que nem eu, os dedo do pé dele parece que é anzol!” Foi tamanha minha gratidão que eu seria capaz de
Image of page 34
Image of page 35
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern