Camada de aterro que cobre a porção central e a

Info icon This preview shows pages 516–518. Sign up to view the full content.

camada de aterro que cobre a porção central e a crista do talude e (b) no talude que rompeu o aterro se estendia até o pé. A seção geotécnica com a posição dos tensiômetros e o nível freático medido no pé do talude estão mostrados na Figura 10. O nível freático se encontra a 4 m abaixo do pé do talude. O solo abaixo da camada de aterro é um solo residual de gnaisse com textura siltosa. Entre a camada de aterro e o solo residual há uma camada delgada de detritos vegetais, que é um indício de que o aterro foi lançado sem controle. Ensaios de caracterização, permeabili- dade, curva de retenção, resistência saturada e não saturada foram realizados para estudar o comportamento do solo e obter parâmetros para realizar análises de fluxo e de estabilidade. A partir dos resultados do monitoramento, Franch e Futai (2009) idealizaram a distribuição da pressão de água nos poros em diferentes períodos do ano. Na Figura 11, estão indicados esses valores para os meses de fevereiro (Figura 11-a) e agosto (Figura 11-b) de 2005. Pode-se observar que, no período de estiagem, as pressão de água são negativas em todo o talude com máximo valor de sucção medido de 60kPa (Figura 11-b). No período mais chuvoso, as pres- sões de água se elevam, inclusive com valores positivos (Figura 11-a). Porém, o solo residual se mantém não saturado (valores de pressão de água negativos). Esse mecanismo é distinto dos demais até agora apresentados neste capítulo. O valor de entrada de ar do aterro é elevado (150kPa) e do solo residual é baixo (4kPa). Por isso, há um contraste entre a função de condutividade hidráulica do solo argiloso e do solo residual. A permeabilidade saturada do aterro (2x10 -7 cm/s) é muito menor que a do solo residual (2x10 -4 cm/s). Porém, o efeito da sucção causa uma diferença entre a permeabilidade do aterro (quase sempre saturado) e a do solo residual (quase sempre não saturado), de modo que o Figura 10. Secção geotécnica do talude de São Mateus-SP (FRANCH e FUTAI, 2009).
Image of page 516

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Efeito da infiltração na elevação de nível freático nas encostas 487 solo residual pode ter permeabilidades menores que as do aterro na condição não saturada. Isso justifica os valores de pressão de água positivos. No talude experimental, esse valor não é suficiente para causar escorregamento, pois se desenvolve em uma parte do talude, embora pudesse justificar o escorregamento ao lado ocorrido em 2005. 3 Infiltração, escorregamentos e desastres naturais Os tipos de movimentos de massa que ocorrem durante os desastres são os mais variá- veis possíveis. Alguns deles, no entanto, podem ocorrer em condição não saturada ou fluxo saturado gerado após um período de estiagem. Portanto, os mecanismos de escorregamentos que envolvem os solos nas condições não saturadas em casos de grandes desastres associados com deslizamentos são os mesmos discutidos nos dois itens anteriores e no Capitulo 24.
Image of page 517
Image of page 518
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern