Níveis de radiação dos frutos do mar os limites

Info icon This preview shows pages 124–126. Sign up to view the full content.

níveis de radiação dos frutos do mar, os limites ‘seguros’ à poluição estabelecidos pelos próprios poluidores, as políticas governamentais determinadas pelo leilão das contribuições às campanhas eleitorais e a polícia privada da Seaboard, vai elevar a temperatura da consciência do público, ainda que só um pouco, aproximando-a do ponto de ebulição.” Luisa já está saindo quando pergunta: “Você conhecia o Rufus Sixsmith?”. “Conhecia, sim, que Deus o tenha.” “Eu colocaria vocês dois em lados opostos… ou não?” Van Zandt aprova com a cabeça a tática de Luisa. “Conheci o Rufus no início dos anos sessenta, num grupo de pesquisa em Washington, ligado ao
Image of page 124

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

departamento de Energia. Eu tinha a maior admiração por ele! Vencedor do Nobel, veterano do projeto Manhattan. Em relação às mulheres, não era exatamente um galanteador.” Luisa teve a mesma impressão ao ler as cartas de Robert Frobisher. “Por acaso você sabe alguma coisa sobre um relatório que ele teria escrito condenando a Hidra Zero e exigindo que a Swannekke B fosse desligada da rede?” “O dr. Sixsmith? Você tem certeza absoluta disso?” “‘Certeza absoluta’? Não, não tenho, não. Agora, se eu ponho minha mão no fogo? Ponho, sim.” Van Zandt parece tensa. “Meu Deus, se a GreenFront conseguisse obter uma cópia desse relatório…” Sua expressão fica séria. “Se o dr. Rufus Sixsmith escreveu um relatório atacando a Hidra Zero, e se ele ameaçou mesmo divulgar esse relatório, bem, aí eu não acredito mais que tenha sido suicídio.” Luisa se dá conta de que as duas estão sussurrando. Ela faz a pergunta que imagina que Grelsch faria: “Você não acha meio paranoico acreditar que a Seaboard seria capaz de matar um vencedor do prêmio Nobel só pra evitar publicidade negativa?”. Van Zandt retira de um quadro de avisos de cortiça a foto de uma mulher de setenta e tantos anos. “Um nome pra você. Margo Roker.” “Vi o nome dela num cartaz outro dia.” “A Margo é ativista da GreenFront desde que a Seaboard comprou a ilha Swannekke. Ela é a proprietária deste terreno, e deixa a gente atuar aqui pra ser uma pedra no sapato da Seaboard. Há seis semanas a casinha dela — fica a uns três quilômetros daqui, na costa — foi assaltada. A Margo não tem dinheiro, só alguns terrenos, e ela se recusa a vender essas propriedades, por mais que a Seaboard faça ofertas tentadoras. Pois bem. Os assaltantes deixaram a Margo desacordada, achando que ela estava morta, e não levaram nada da casa. Não chega a ser um caso de assassinato, porque ela continua em coma, de modo que a polícia afirma que foi um assalto mal planejado que acabou mal.” “Mal pra Margo.” “E muito bem pra Seaboard. As contas do hospital estão sufocando a família dela. Dias depois da agressão, a Open Vista, uma corretora imobiliária de Los Angeles, ofereceu à prima de Margo, por esses terrenos litorâneos, quatro vezes o valor de mercado deles. Pra criar uma reserva ecológica privada. Aí eu pedi à
Image of page 125
Image of page 126
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.
  • Spring '09
  • SteveWard

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern