significativo da resist\u00eancia ao desgaste por meio do uso de conceitos adequados

Significativo da resistência ao desgaste por meio do

This preview shows page 13 - 17 out of 25 pages.

significativo da resistência ao desgaste por meio do uso de conceitos adequados de ligas para o material usado nos revestimentos. Por mas que essa dureza seja bem vista por muitas indústrias, esse material é difícil de ser perfurado e trabalhado, caso ela for escolhida errada, sua dureza atuará como um aço 1030, que desgastará rapidamente se a dureza do elemento abrasivo for elevada. De acordo com Paiva (2009), esse aço não pode ser usado a temperaturas
Image of page 13
14 superiores a 260°C, porque torna-se frágil, provavelmente devido à transformação parcial da austenita metaestável. Ensaio de desgaste A caracterização das propriedades dos revestimentos é feita por meio de uma série de ensaios de desgaste. A Figura 15 mostra os valores de dureza na escala Rockwell e os resultados selecionados obtidos nos ensaios com roda de borracha especificados conforme a norma técnica ASTM G52 (método de ensaio E), bem como nos ensaios de desgaste por impacto já executados. Os valores apresentados de desgaste baseiam-se em volume e foram normalizados tendo como referência uma camada de níquel-carboneto de tungstênio fundido (Ni-WSC) com macrodureza de 54 HRC, como frequentemente se procede na prática. Sua matriz continha fração em massa de 3% B e 3% Si, sendo reforçada com 60% de carboneto fundido de tungstênio (WSC, Wolframschmelzcarbide) apresentando classe granulométrica 125 (75 mícrons). Os resultados justificam as características favoráveis das novas ligas duras. A adição de partículas discretas de carboneto de vanádio realmente aumentou a dureza do compósito que constitui a camada, mas exerceu influência negativa sobre as características de desgaste. Figura 15: Ensaio de desgaste Fonte:
Image of page 14
15 2.5 TORÇÃO E FLEXÃO Uma importante aplicação que necessita de aços resistentes é em eixos e árvores. Os eixos e árvores são componentes mecânicos que sustentam os elementos de máquinas. Podem ter perfis lisos ou compostos, onde são montadas as engrenagens, polias, rolamentos, volantes, manípulos e outros elementos. Os eixos usualmente se referem à um elemento relativamente longo de seção transversal circular que suporta elementos que giram sobre eles (em mancais). Figura 16: Eixos Fonte: Figura 17: Esforços em eixos Fonte: As árvores são elementos rotativos ou estacionários, geralmente de seção circular, que tem montado sobre si elementos para a transmissão de potência.
Image of page 15
16 Figura 18: Árvore Fonte: Figura 19: Esforços em uma árvore Fonte: Os eixos e árvores são fabricados em aço ou ligas de aço, pois os materiais metálicos apresentam melhores propriedades mecânicas do que os outros materiais. São utilizados com baixo e médio teor de carbono; os eixos com médio teor de carbono exigem um tratamento térmico superficial, pois estarão em contato permanente com buchas, rolamentos e materiais de vedação. Mas a seleção do material dependerá sempre
Image of page 16
Image of page 17

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 25 pages?

  • Spring '14
  • Estados Unidos, São Paulo

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

Stuck? We have tutors online 24/7 who can help you get unstuck.
A+ icon
Ask Expert Tutors You can ask You can ask You can ask (will expire )
Answers in as fast as 15 minutes