A avalia\u00e7\u00e3o de qualquer risco de consumo de algum produto se baseia

A avaliação de qualquer risco de consumo de algum

This preview shows page 9 - 11 out of 14 pages.

A avaliação de qualquer risco de consumo de algum produto, se baseia na comparação com outro convencional com histórico seguro de uso, em um estágio chamado equivalência substancial (Codex Alimentarius Comission, 2003a). O estudo é realizado nas características de composição química, na morfologia, macro e micronutrientes, entre outros. É avaliado também alterações nos parâmetros de composição e etapas do processo metabólico. Contudo, as novas plantas não são submetidas a testes de segurança alimentar como em animais, que são avaliados em relação a produtos químicos e resíduos de pesticidas nestes (Codex Alimentarius Comission, 2003b). Quando se altera muito esses parâmetros, indica-se mudanças no cultivar, sendo necessário, portanto avaliação quanto à saúde humana. A avaliação, quanto à segurança alimentar, deve considerar as características do doador, recipiente, ou do organismo parental. Deve ser avaliada também a utilização pretendida do OGM incluindo frequência e escala de introdução, considerações da saúde e ambiental (NODARI, 2001). Para avaliação de alimentos oriundos de plantas geneticamente modificadas a avaliação deve levar em consideração: a) Descrição da planta geneticamente modificada; b) Descrição da planta hospedeira e seu histórico de uso seguro; c) Descrição do organismo doador do gene de interesse; d) Descrição da modificação genética; e) Caracterização da modificação genética; f) Avaliação da segurança: substâncias expressas, análise dos componentes, avaliação dos metabólitos, modificações nutricionais e processamento do alimento (COSTA et al., 2011, p. 04). 2.4 O OGM e a sociedade A polêmica sobre o uso de OGMs para o consumo humano é grande. De um lado da sociedade há uma grande defesa do seu uso, que potencializa as culturas, diminui o custo e possibilita o alimentar de um número maior de pessoas. Por outro lado, uma grande margem da sociedade defende que sejam realizados estudos há avaliação dos impactos que os OGMs podem causar, tanto à saúde humana, quanto ao meio ambiente. Assim, grandes empresas produtoras de OGMs pregam que não há diferença entre um organismo geneticamente modificado e outro convencional. Em contrapartida, a barganhar mercado consumidor, no campo intelectual, pregam que tais plantas tem um maior rendimento, produtividade e resistência a pragas e doenças (VALLE, 2000).
Image of page 9
NODARI e GUERRA (2000) mencionam que por meio de lavouras amostrais e a mídia, as grandes empresas tentam convencer os agricultores, quanto à vantagem de se fazer uso dessas sementes modificadas. Enquanto de um lado produtores e os centros de biotecnologia defendem o uso de OGMs, organizações não governamentais, e alguns setores governamentais batalham a se ter um estudo mais detalhado com tais produtos e seus efeitos ao meio ambiente e a saúde humana. A soja transgênica foi liberada no ano de 2005, quando os efeitos do uso de OGMs ainda não tinham sido minimamente testados pela comunidade cientifica (LEWGOY, 2000). Uma das organizações que militam nessa área é o Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC), que sugerem, na defesa do
Image of page 10
Image of page 11

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 14 pages?

  • Summer '15
  • São Paulo, Engenharia Genética, Biodiversidade

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern

Stuck? We have tutors online 24/7 who can help you get unstuck.
A+ icon
Ask Expert Tutors You can ask You can ask You can ask (will expire )
Answers in as fast as 15 minutes