dos processos industriais lan\u00e7ando o calor na atmosfera e n\u00e3o em um rio ou lago

Dos processos industriais lançando o calor na

This preview shows page 2 - 5 out of 13 pages.

dos processos industriais, lançando o calor na atmosfera, e não em um rio ou lago ou no oceano. Os tipos mais comuns incluem as torres de resfriamento com tiragem natural e as torres com tiragem forçada . No tipo com tiragem natural, mostrado na Figura 2.1, pulveriza- se a água na corrente de ar que ascende através da torre por convecção térmica. Figura 2.1 – Secção através de uma torre de resfriamento com convecção natural. ( de Özisik,1990 ) As gotículas cadentes de água são resfriadas pela convecção e pela evaporação da água. O recheio ou enchimento dentro da torre reduz a velocidade média de queda das gotículas e aumenta o tempo de exposição das gotículas à corrente de ar que as resfria, enquanto caem através da torre. Grandes torres de resfriamento de tiragem natural, com mais de 100 metros de altura, foram construídas para resfriar o despejo térmico das usinas de força. Numa torre de resfriamento com tiragem forçada, a água é pulverizada na corrente de ar que circula através da torre, impulsionada por um ventilador que pode ser montado no alto da torre, e aspira o ar para cima, ou do lado de fora da base, de modo a impelir o ar para a torre. A Figura 2.2 mostra uma secção através de uma torre de resfriamento com tiragem forçada e induzida por um ventilador. A circulação intensificada de ar aumento a capacidade de transferência de calor da torre de resfriamento.
Image of page 2
Equipamentos de Troca Térmica - 28 Figura 2.2 – Torre de resfriamento com tiragem forçada e induzida por um ventilador. ( de Özisik,1990 ) Nos trocadores de calor de contato indireto, como os radiadores de automóveis, os fluidos quente e frio estão separados por uma parede impermeável, e recebem o nome de trocadores de calor de superfície. Não há mistura dos fluidos, existe uma parede entre elas, que possui forma especial, em função do tipo de operação que se realiza. A operação de troca térmica é muito ampla, porém podemos destacar os seguintes aspectos relativos ao processo de transferência de calor: permuta – troca de calor sensível entre duas correntes de processo. aquecimento – cessão de calor sensível a uma corrente de processo através de um meio quente; vapor, fluido térmico, excluído o fogo direto. resfriamento – retirada de calor sensível de uma corrente de processo, através de um meio frio; água, fluido refrigerante (neste caso a operação é chamada refrigeração). condensação – retirada do calor latente da mudança de fase de corrente de processo com auxílio de um meio frio; usualmente utilizada em conjunto com a operação de destilação. vaporização – cessão de calor latente da mudança de fase de corrente de processo com auxílio de um meio quente; usualmente utilizada em conjunto com a operação de destilação. 2.1.2 CLASSIFICAÇÃO DE ACORDO COM O TIPO DE CONSTRUÇÃO Os trocadores de calor podem ser classificados de acordo com as características construtivas. Os principais tipos de trocadores de calor são os tubulares, de tubo aletado, de placa, de placa aletada, e regenerativos.
Image of page 3
Equipamentos de Troca Térmica - 29 2.1.2.1 Trocadores de calor tipo duplo tubo
Image of page 4
Image of page 5

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 13 pages?

  • Winter '20
  • tel
  • CONDICIONAMENTO DE AR, convecção, Pressão, Condensação

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture