Abordagem por mec\u00e2nica da fratura linear el\u00e1stica essa abordagem considera que

Abordagem por mecânica da fratura linear elástica

This preview shows page 15 - 18 out of 88 pages.

» Abordagem por mecânica da fratura linear elástica : essa abordagem considera que a estrutura apresenta uma trinca, e essa trinca traz um fator de intensificação de tensão, chamado K. O critério de falha é quando esse K atinge um valor limite além do qual a trinca cresce fora de controle.
Image of page 15
16 UNIDADE I CONCEITOS INICIAIS » Considerando altas temperaturas : se consideram os efeitos de fluência, oxidação e seleção de materiais resistentes. » Abordagem tolerante à corrosão : se consideram efeitos de pilhas galvânicas, fluxos, tensões, temperaturas e condições ambientais para que se tenha uma previsibilidade da taxa de corrosão de modo a se projetar o sistema para ser operado por um tempo previsível com segurança como, por exemplo, acrescendo uma espessura extra em um tanque para ser corroída. Fatores que limitam o tempo de vida Para avaliar o tempo de vida de uma estrutura, devem ser levados em conta os fatores que limitam esse tempo. Cada tipo de estrutura tem seu parâmetro único que influencia no tempo de vida. Por exemplo, na indústria aeroespacial, devem ser levados em conta os tipos de voos, taxa de uso, ambiente externo, geometria etc. Em uma usina termoelétrica, devem ser consideradas as altas temperaturas, os produtos químicos e outros fatores. Os seguintes fatores limitantes são os mais comuns na maioria das estruturas e podem ser levados em consideração na análise de falhas e avaliação do tempo de vida: » defeitos no material; » práticas de fabricação; » tensão, concentração de tensões e intensidade da tensão; » temperatura; » ciclos de fadiga mecânica e térmica; » corrosão; » manutenção inapropriada.
Image of page 16
17 CAPÍTULO 2 Metodologia moderna de dimensionamento Processo de projeto O processo de projeto em engenharia pode ser entendido com um jogo intelectual em que operam a criatividade e a necessidade. Ou seja, um produto, peça, sistema, ou seja lá o que se esteja a projetar, tem necessidade de atender a certos requisitos, em geral, dados pelo mercado ou por quem encomenda o produto. Um carro deve ter tal potência, tal nível de segurança e conforto, estar dentro de certa faixa de preço, entre outros requisitos. Além desses requisitos, existem outras limitações: os esforços aos quais o carro será submetido, o material de que ele será feito, possíveis modos de falha, nível de segurança e confiabilidade. Dentro de todas essas limitações e necessidades é que surge a criatividade, a engenhosidade, no processo de projetar, seja um processo sequencial ou iterativo. Um bom projeto é aquele que atende todas as restrições e é elegante, isto é, no sentido lato da palavra ‘elegância’ de ser bem escolhido, bem selecionado. Não basta solucionar, mas também solucionar da melhor maneira possível, com elegância, com economia de material, tempo e energia.
Image of page 17
Image of page 18

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 88 pages?

  • Fall '12
  • Kelly

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture