Voc\u00ea sabia que ainda na idade m\u00e9dia alguns fen\u00f4 menos el\u00e9tricos tais como

Você sabia que ainda na idade média alguns fenô

This preview shows page 11 - 12 out of 39 pages.

Você sabia que ainda na idade média, alguns fenô- menos elétricos, tais como, relâmpagos, descargas at- mosféricas, raios causavam um temor nas pessoas? Esses fenômenos eram associados à magia ou a um deus, ou em outros casos, as respostas de fúria dos deuses que alguns acreditavam. Tudo se inicia na Grécia quando o filóso- fo e matemático Tales de Mileto (640-548 a.C.), realiza uma simples experiência com uma resina chamada de “âmbar , isto é, depois de atritá-la a um pedaço de lã de carneiro, ela fica eletrizada, passando a possuir a propriedade de atrair corpos leves, tais como: pedacinhos de papel, de palha, pe- quenas lascas de madeiras, tecidos, etc. Passados mais de 2.000 anos, um físico e médico da família real inglesa Dr. William Gilbert (1544-1603) por volta de 1.600, retoma a experiência de Tales de Mileto e aprofunda sua pesquisa com outras substâncias que também podiam eletrizar-se e consequentemente atrair outras pequenas partículas. Tais experiências trouxeram um avanço com a utilização de ímãs, o comportamento da bússola magnética e tudo rela- cionado ao Magnetismo. Foi justamente Dr. Gilbert quem usou os termos eletricidade e eletrização (que veremos mais adiante) pela primeira vez na história. Com o passar dos anos, outros cientistas foram realizando experiências e pesquisas em prol do desenvolvimento da eletricidade. Vejam algumas delas: • Em 1660, o prefeito de uma cidade alemã de Magdeburgo Otto Von Guericke (1602-1686) inventou uma máquina capaz de eletrizar corpos, chamando-a de “maquina eletrostática” , com isso chegou à seguinte comprovação científica: a eletricidade pode passar de um corpo (objeto) para outro. • Em 1729, o cientista inglês Stephen Gray (1666-1736) fez com que a eletricidade percorresse por um condutor (fio) de 290m de comprimento. • Em 1744, dentro da Universidade de Leyden na Holanda, aprimoran - do a experiência de Von Guericke, foi criada a “Garrafa de Leyden” , com comportamento semelhante de um Capacitor, ou seja, tinha a proprie- dade de acumular certa quantidade de eletricidade por um determi- nado tempo. • Em 1750, o cientista norte americano Benjamin Franklin (1706-1790), baseado nas experiências da “máquina eletrostática” associada com a da “Garrafa de Leyden” comprovou que as faíscas oriundas dos raios de uma tempestade assemelhavam-se às faíscas da máquina de Guericke e era uma forma de eletricidade. Sua cons- tatação se deu quando fez uma pipa ou papagaio com papel de seda e a empinou antes de uma tempestade, e com a ajuda de um fio a prendeu junto a Garrafa de Leyden, e com o surgimento dos raios, o cientista verificou que a Garrafa de Leyden ficou carregada. Diante dessa comprovação, Franklin acabou inventando o para-raios , ou seja, a pri- meira aplicação prática da eletricidade. Âmbar : É uma resina fóssil muito parecida a uma textura do plástico, meio translúcida, de cor amarelada ou castanha.
Image of page 11
Image of page 12

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 39 pages?

  • Spring '19
  • Antonello
  • Test, The American, Resistor, eletrônica, campo elétrico, modelo atômico

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern

Stuck? We have tutors online 24/7 who can help you get unstuck.
A+ icon
Ask Expert Tutors You can ask You can ask You can ask (will expire )
Answers in as fast as 15 minutes
A+ icon
Ask Expert Tutors