os juros oriundos dos valores investidos n\u00e3o mexendo na corre\u00e7\u00e3o monet\u00e1ria nem

Os juros oriundos dos valores investidos não mexendo

This preview shows page 17 - 21 out of 29 pages.

os juros oriundos dos valores investidos, não mexendo na correção monetária nem no principal. Isso significa que o dinheiro nunca acabará, preservando ainda o poder de compra esperado. Como é mais conservadora, essa opção exigirá valores maiores de poupança, mas permitirá deixar um legado financeiro a seus herdeiros ou alguns luxos na velhice. Na prática, além de se garantir, você também vai garantir uma condição financeira confortável a seus filhos e parentes ou terá uma gordura para queimar nos últimos anos de vida. Como a taxa de juros indicada já é considerada real, ou seja, já desconta a inflação, os resultados indicarão os valores a serem aportados todos os meses para que se atinja a renda desejada.
Image of page 17
APOSE NTADORIA : FAÇ A SEU PRÓPRIO PÉ DE M EIA 18
Image of page 18
APOSE NTADORIA : FAÇ A SEU PRÓPRIO PÉ DE M EIA 19 Começar antes é bem melhor Infelizmente definir qual deve ser o valor mensal poupado é apenas o primeiro passo para garantir uma aposentadoria confortável. A planilha pode e vai lhe ajudar muito neste momento. Mas admito que duro mesmo é ter disciplina suficiente para cumprir o plano traçado à risca, poupando o valor definido todos os meses, sem esmorecer nem deixar para depois. A verdade é que a maioria dos brasileiros só começa a pensar em aposentadoria depois dos 40 anos de idade, quando já costuma ser tarde demais. Em fases anteriores da vida, outros objetivos parecem mais importantes, como adquirir um veículo ou mesmo a tão sonhada casa própria. Viagens, estudos próprios e dos filhos e uma infinidade de outras questões se colocam como prioritárias e a aposentadoria vai sendo empurrada adiante. Esse comportamento também guarda alguma relação com o histórico econômico do país, sempre tão volátil. Vivemos épocas como a hiperinflação, os infindáveis planos econômicos, confiscos, fraudes, além do nosso crescimento econômico com perfil de voos de galinha. Isso faz com que seja dificílimo planejar o longo prazo. Assim, muitos
Image of page 19
APOSE NTADORIA : FAÇ A SEU PRÓPRIO PÉ DE M EIA 20 pensam que o planejamento não surtirá os efeitos desejados, de forma que é melhor deixar para depois mesmo. Essa atitude tão comum leva a situações muito preocupantes porque os fatores que mais influenciam no acúmulo de recursos são o tempo e a disciplina de guardar periodicamente. Se você acredita que não vale a pena se preocupar por ora, eu gostaria de propor um exercício de finanças para provar que você deveria agir diferente. Esse exemplo vai mostrar como começar a se planejar agora e que poupar o mais cedo possível vai fazer toda a diferença. Imagine a situação em que você planeja se aposentar com uma renda de R$ 10.000 por mês, sendo que R$ 1.000 virão do INSS e os outros R$ 9.000, de suas reservas. As premissas usadas no cálculo abaixo são que você vai obter uma taxa líquida de juros reais (ou seja, já descontando a inflação e o Imposto de Renda) de 4% ao ano e que vai querer ter reservas que durem até completar 100 anos de idade. O gráfico abaixo mostra que se você quiser se aposentar aos 50 anos, vai precisar ter acumulado R$ 2.360.000. Já se quiser parar aos 75
Image of page 20
Image of page 21

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture