Figura 4 a mistura m1 b mistura m2 c mistura m3 d

Info icon This preview shows pages 249–252. Sign up to view the full content.

Figura 4. (a) Mistura M1; (b) mistura M2; (c) mistura M3; (d) mistura M4; (e) mistura M5; (f) mistura M6; (g) mistura solo + 2,6% de cinza.
Image of page 249

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Queimadas, práticas agrícolas, recuperação de áreas degradadas e a infiltração no Cerrado 219 Para avaliar a influência dos insumos agrícolas na estrutura do solo, foram feitas imagens em uma lupa eletrônica. A Figura 5 apresenta as imagens obtidas para a amostra natural e para as seis misturas estudadas, considerando-se apenas os menores (1,1%) e maiores (9%) teores de insumo agrícola incorporado ao solo. A primeira imagem desta figura mostra os corpos-de- -prova preparados para os ensaios de contração e resistência à tração por compressão diame- tral e foram utilizados para fazer as imagens. De um modo geral, comparando-se as imagens obtidas para as misturas de solo com insumo agrícola às obtidas para o solo natural, percebe-se certo fechamento dos poros na superfície dos corpos-de-prova. Verifica-se também que o in- sumo utilizado na amostra M1 (KCl) tende a formar uma película na superfície do corpo-de- -prova e o utilizado na mistura M2 (Uréia) dá origem à formação de cristais (Figura 6). Figura 5. Imagens dos corpos-de-prova (CPs) de Latossolo Vermelho naturais e misturados aos in- sumos agrícolas. Figura 6. Fibras formadas nas misturas de solo com 4,5% de ureia.
Image of page 250
Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 220 A Figura 7a apresenta os valores de índice de vazios obtidos para as misturas quando desidratadas até a umidade higroscópica. Verifica-se que, de um modo geral, a mistura dos insumos agrícolas com o solo tende a aumentar o seu potencial de retração, contribuindo, assim, para a redução da infiltrabilidade. Quanto à influência dos insumos na resistência a tração (Figura 7b), não fica clara qualquer tendência, mas verifica-se que ela aumenta com a redução do índice de vazios, ou seja, quanto maior a retração sofrida pela mistura, maior a resistência à tração. Esse comportamento vai contribuir para minimizar o surgimento das trincas de tração na medida em que a resistência aumenta, e isso também contribui para re- duzir a capacidade de infiltração das águas pluviais no maciço. Figura 7. (a) Influência da adição dos insumos agrícolas na retração e (b) na resistência à tração. A Figura 8 apresenta os resultados obtidos nos ensaios de infiltração realizados na ca- vidade feita no bloco 1. A Figura 8a aponta para o fato de que a taxa de infiltração diminui à medida que o solo vai tendo o seu grau de saturação aumentado em consequência dos sucessivos ensaios de infiltração. Isso ocorre porque, com o aumento do grau de saturação, diminui a sucção, a qual atua como energia indutora da percolação somando-se ao efeito da carga hidráulica oriunda da coluna de água. Outra observação que pode ser feita sobre a Figura 8a é a de que, quando a umidade do solo é ainda baixa (três primeiros ensaios), a taxa de infiltração sofre significativa redução na fase inicial, voltando a aumentar em seguida.
Image of page 251

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Image of page 252
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern