{[ promptMessage ]}

Bookmark it

{[ promptMessage ]}

LEGISLAÇÃO DO MUNICIPIO DE BELO HORIZONTE PARA O MEIO AMBIENTE - DECRETOS MUNICIPAIS

33 capítulo ix do controle das fontes poluidoras

Info iconThis preview shows pages 33–35. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
33
Background image of page 33

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
CAPÍTULO IX - DO CONTROLE DAS FONTES POLUIDORAS SEÇÃO I - DO LICENCIAMENTO PRÉVIO (Ver revogação do inciso VI do artigo 3º e do artigo 5º da Lei Municipal nº4253, de 04 de dezembro de 1985) Art. 77 - São consideradas fontes poluidoras as atividades de comércio varejista, comércio atacadista, serviços, indústria e serviços de uso coletivo, relacionadas no Anexo 6 da Lei Municipal n.º 4034, de 25 de março de 1985. Parágrafo único - São também consideradas fontes poluidoras as atividades extrativas minerais de qualquer natureza. Art. 78 - A Secretaria Municipal de Obras Civis e a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Abastecimento somente expedirão Alvará de Construção, Habite-se, Alvará de Localização, ou quaisquer outras licenças relacionadas com o funcionamento de fonte poluidora, mediante parecer técnico favorável da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Art. 79 - Os projetos específicos de fontes poluidoras, ao serem submetidos à aprovação do Executivo Municipal, deverão conter, devidamente preenchido, o Formulário de Caracterização de Fonte Poluidora - Modelo Simplificado, conforme o modelo fornecido pela SMMA, respeitada a matéria de sigilo industrial de acordo com a lei federal específica. § 1 .º - O Conselho Municipal de Meio Ambiente - COMAM estabelecerá, através de Deliberações Normativas, os modelos completos do Formulário de Caracterização de Fonte Poluidora aplicáveis às diferentes categorias de estabelecimentos. § 2 .º - A SMMA poderá exigir a apresentação de informações técnicas complementares julgadas necessárias `a análise do projeto. Art. 80 - A SMMA dará publicidade, através de edital publicado no órgão oficial, dos pedidos de aprovação de projetos de fontes poluidoras. § 1 .º - A publicação será feita em prazo de no máximo 10 (dez) dias após o recebimento do último documento necessário à análise do projeto a microempresas, definidas na legislação específica. $ 2º - Isentam-se do ônus da publicação os projetos relativos a Micro empresas, definidas na legislação específica. Art. 81 - Serão recebidos no prazo de até 20 (vinte) dias, após a data de publicação, os pedidos de impugnação do projeto. Parágrafo único - Os pedidos de impugnação serão dirigidos ao Secretário Municipal de Meio Ambiente, e deverão conter as respectivas fundamentações. Art. 82 - A Secretaria Municipal de Meio Ambiente emitirá parecer técnico conclusivo sobre os pedidos de aprovação de projetos no prazo de até 60 (sessenta) dias, contados a partir da data da publicação do edital. Parágrafo único - O prazo para emissão do parecer poderá ser prorrogado, em até 60 (sessenta) dias, tendo em vista a complexidade do exame do impacto ambiental, a critério do Prefeito Municipal.
Background image of page 34
Image of page 35
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}