4 Sua presen\u00e7a agitada inventiva enchia a casa Acostumar me ei a este sil\u00eancio

4 sua presença agitada inventiva enchia a casa

This preview shows page 13 - 15 out of 112 pages.

4Suapresença agitada, inventiva, enchia a casa. Acostumar-me-ei a este silêncio,à ajuizada seqüência de dias que nenhum imprevisto quebrará?3Tradicionais corridas automobilísticas (N. do T.).4Acontecimento com características de moderna improvisação (N. do T.).Indaguei de André:— Por que você não me ajudou a convencer Filipe? Você cedeu logo.Nós dois juntos o teríamos persuadido, talvez.. .— É preciso deixar as criaturas livres. Ele nunca teve tanta vontade deser professor.— Mas sua tese o interessava.— Até determinado ponto bastante incerto. Eu compreendo.— Você compreende todo mundo.— Antes André era tão intransigente para com os outros como paraconsigo mesmo. Agora, suas posições políticas não se alteraram, mas em suavida particular somente reserva sua severidade. Ele discute, explica,desculpa, aceita as pessoas ao ponto de me exasperar. Prossegui: — Achaque é uma finalidade satisfatória ganhar dinheiro?— Já não sei mais ao certo quais foram nossas finalidades e sesatisfatórias.Pensava no que dizia ou se divertia em me provocar? Isto acontecequando me julga muito obstinada em minhas convicções e princípios.Geralmente, de boa vontade, deixo-o arreliar comigo, entro no jogo. Masdesta feita não tinha ânimo para brincadeiras. Minha voz elevou-se: — Porque nós vivemos ao nosso modo se você considera igualmente bem viver deoutro?
Background image
— Por que não teríamos podido.— Não teríamos podido por ser o nosso o gênero de vida que nos pareciaválido.— Não. Para mim, conhecer, descobrir, era mania, uma paixão, oumesmo uma espécie de neurose, sem nenhuma justificativa moral. Nuncaachei que todos tinham de me imitar.Eu, no fundo, penso que todos devem nos imitar, mas não quis discutir.Disse:— Não se trata de todo o mundo mas de Filipe. Vai virar um negocista enão foi para isso que eu o eduquei.André refletia:— É constrangedor para um jovem ter pais que foram muito bemsucedidos. Não ousa crer que os igualará se seguir a mesma trilha. Prefere teroutras perspectivas.— Filipe estava se virando muito bem.— Você o auxiliava, ele trabalhava à sua sombra. Francamente, sem vocênão teria ido longe, e é bastante perspicaz para ter compreendido isto.Sempre existira entre nós esta surda oposição relativa a Filipe. TalvezAndré se tivesse aborrecido por ele haver escolhido as letras e não a ciência.Era a clássica rivalidade pai-filho em jogo: sempre julgara Filipe ummedíocre o que era um modo de o votar à mediocridade.— Eu sei — disse — você jamais confiou nele. E se ele próprio duvida desi é que se vê com os seus olhos.— Pode ser — ponderou André em tom conciliador.— De qualquer modo a grande responsável é Irene. Ela o empurra.
Background image
Image of page 15

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 112 pages?

  • Fall '19
  • Freud

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture