Os valores do índice de resistência à penetração

Info icon This preview shows pages 210–213. Sign up to view the full content.

Os valores do índice de Resistência à Penetração do solo (N SPT, golpes/0,3 m), medidos da superfície até a profundidade de 4,5 m, variaram, no período seco, entre 16 golpes/0,3 m a 5 golpes/0,3 m e, no período chuvoso, entre 5 golpes / 0,3 m a 16 golpes/0,3 m (JUCÁ et al. , 1997), Figura 17a e 17b. A partir de 3,0 m de profundidade, praticamente não houve variação nos valores do N SPT entre o período seco e o chuvoso. A umidade do solo, medida da superfície até a profundidade de 4,0 m, variou no período seco entre 10% e 43% e, no pe- ríodo chuvoso, de 33% a 47%. A partir de 3,0 m de profundidade, praticamente não houve, nos dois anos de observação, variação do teor de umidade do solo entre o período seco e o chuvoso, indicando ser essa a profundidade limite da Zona Ativa de mudança do teor de umidade (Figura 17c) e, também, da variação de sucção e do deslocamento (Figura 17d e 17e). No período de observação de 1998 a 2000, o solo apresentou-se mais contráctil do que expansivo, conforme Figura 16e (DA SILVA, 2001).
Image of page 210

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

O comportamento de solos não saturados submetidos à infiltração 179 Figura 17. Influência do clima: a) N SPT ; b) Camada do solo; c) Umidade Volumétrica; d) Sucção Mátri- ca; e) Deslocamento (adaptado de BASTOS, 1994; JUCÁ et al ., 1997; DA SILVA, 2001). Na argila expansiva de Petrolândia-PE, as curvas de deformação versus tempo, após inundação, correspondentes às tensões verticais de consolidação 160, 240, 400 e 640 kPa são mostradas na Figura 18. Verifica-se que, após a inundação na tensão de consolidação 160 kPa, o valor medido da deformação do solo é de expansão, desde o início do processo até a estabilização final das deformações. Na tensão de 640 kPa, só é medida deformação de com- pressão. Nas tensões de 240 e 400 kPa, após a inundação, o solo inicialmente comprime até 8 minutos e, em seguida, expande até 240 minutos, para depois comprimir até a estabilização das deformações. Os processos de deformação de expansão e compressão podem ocorrer simultaneamen- te no solo. É medida, nos ensaios, a deformação resultante, que é função interna da mineralo- gia e sucção atuante, inicial e externamente, do estado de tensão a que se encontra submetido o solo antes da inundação. Assim, para um determinado estado de tensão, a deformação de- Figura 18. Colapso e expansão devido à inundação com o tempo.
Image of page 211
Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 180 corrente da inundação, medida com o tempo em um solo mineralogicamente e/ou estrutu- ralmente expansivo, pode ser só de expansão (por exemplo, tensões inferiores a 160 kPa), expansão e compressão (240 e 400 kPa) ou só de compressão (tensões superiores a 640 kPa). Nesse processo ocorrem: expansão ou compressão inicial e variações volumétricas primárias ou secundárias (Figura 18).
Image of page 212

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Image of page 213
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern