Revisão das hipóteses iniciais em relação à fase

Info icon This preview shows pages 464–466. Sign up to view the full content.

4. revisão das hipóteses iniciais em relação à fase operacional; 5. monitoramento, auditoria e procedimentos de revisão. 5 Critérios de aceitação do risco Simultaneamente à definição do escopo, dos objetivos e das estratégias de gestão do risco, devem ser estabelecidos os critérios de aceitação do risco. Este procedimento faz parte integral de todo o processo de gestão do risco e servirá posteriormente à Análise Quantitativa
Image of page 464

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Análise e gestão do risco 435 do Risco (AQR) como elemento de comparação e aceitação dos níveis de risco presentes no empreendimento. Nesta etapa deverão ser definidos os diferentes Riscos Aceitáveis (RA) que deverão ter concordância com os objetivos definidos previamente. Deverá ser estabelecido um RA para cada um dos riscos individuais que serão analisados na AQR. As diversas ações a serem executadas nesta etapa são: 1. definição do limite a partir do qual o risco é considerado inaceitável e, portanto, dever ser reduzido a qualquer custo; 2. definição do limite abaixo do qual não é necessário considerar uma redução do risco; 3. determinação de uma área entre dois limites onde a mitigação do risco deverá ser considerada e implementada de acordo com as circunstâncias especificas do empre- endimento. 6 Análise do risco Análise do risco é o processo que consiste em: identificar e classificar os principais ris- cos; calcular suas probabilidades de ocorrência e suas respectivas consequências; comparar o risco do sistema (R) com o risco admissível (RA) e estabelecer medidas de mitigação do risco, quando se fizer necessário (Figura 2). O processo de análise do risco (AR) tem como primeira atividade a análise qualitativa dos riscos, como segunda a análise quantitativa e como terceira a definição e implementação das medidas de mitigação do risco até que se torne aceitável. Num processo de AR, a análise qualitativa é inevitável, porém a decisão em fazer a análise quantitativa é função da conju- gação de diferentes elementos, tais como: a disponibilidade e qualidade dos dados, o tipo de problema, o escopo do empreendimento e até o nível de entendimento do analista, no que tange ao conceito e às ferramentas de análise de risco. Uma metodologia é chamada de qualitativa ou quantitativa dependendo da forma em que são determinadas as componentes da Equação 1. As componentes P[A] e C podem ser calculadas usando-se ferramentas da estatística (Análise Quantitativa) ou simplesmente estabelecendo-se as probabilidades partindo do critério de um grupo de expertos (Análise Qualitativa), estabelecido a partir do nível de entendimento do problema, do nível de conhe- cimento do contexto geológico-geotécnico e das demais incertezas associadas.
Image of page 465
Image of page 466
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern