Roose e 1977 erosion et ruissellement em afrique de

Info icon This preview shows pages 594–596. Sign up to view the full content.

ROOSE, E. (1977). Erosion et ruissellement em Afrique de l’Ouest. Travaux et documents de l’O.R.S.T.O.M., n. 78, Paris. SANTOS, R. M. M. (1997). Caracterização geotécnica e análise do processo evolutivo das erosões no município de Goiânia. Brasília: UnB, 120 fl. Dissertação (Mestrado em Geotecnia), Programa de Pós-Graduação em Geotecnia, Universidade de Brasília, Brasília, DF. G.DM- -044A/97. ZASLAVSKY, D.; SINAI, G. (1981). Surface hydrology: I – Explanation of phenomena. II – Distribution of raindrops. III – Causes of lateral flow. IV Flow in Sloping, layered soil. Journal of the Hydraulics Division, ASCE, v. 107, n. HY1, Proc. Paper 15958 a 61.
Image of page 594

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Capítulo 29 Infiltração – outros impactos físicos e químicos Wilson Conciani Renata Conciani Mônica Carolina Ciriaco Dias 1 Introdução Nos capítulos anteriores, foi visto que, de um modo geral, a infiltração de água no solo é benéfica ao meio ambiente. Por outro lado, também foi visto que há casos em que a infiltração de água no solo é a responsável por grandes desastres ambientais. No livro “Tormentas Cario- cas”, Rosa e Lacerda (1997) mostram os grandes desastres que a infiltração de água das chuvas causa no Estado do Rio de Janeiro. Também Carvalho (1997) executou um grande conjunto de instrumentação na Serra do Mar para emitir alertas de risco de escorregamento devido à infiltração de águas das chuvas. Alguns dos capítulos anteriores deste livro mostraram os processos de infiltração, seus mecanismos e comportamento a depender das propriedades do solo, do perfil geomorfoló- gico, da estratigrafia e da cobertura local. Essas características levam ao desenvolvimento de outros processos nem sempre associados com a infiltração. Neste capítulo, serão trazidas al- gumas informações que buscam mostrar que, para situações especiais, a infiltração é respon- sável por alguns processos físicos e químicos que culminam em grandes impactos ambientais, sociais e econômicos. Os noticiários, vez por outra, anunciam que “uma enorme cratera abriu-se subitamente na cidade”. O trecho a seguir é uma dessas notícias: Eram 9 horas da manhã de 12 de agosto de 1986 quando um forte estrondo, semelhante a uma explosão de uma bomba, foi ouvido pela vizinhança da rua Barão de Rio Branco, atual Valdomiro dos Santos. Abriu-se, de repente, um buraco no meio da horta do quin- tal da casa de Ilda. O buraco cresceu e começou a engolir as residências ao redor, e até mesmo um sobrado de dois andares, recém-construído, foi tragado pelo solo. 1 Notícias similares surgem não apenas no Brasil, mas também em outros territórios. Em 2006, surgiu o caso de uma cratera aberta na Guatemala, em pleno centro urbano. Essas cra- teras estão associadas ao tipo de solo e à infiltração de água. Os casos aqui citados são de subsidências associadas a um tipo específico de formação geológica: os Carstes cobertos ou não com solo.
Image of page 595
Image of page 596
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern