Foram executados ensaios em linhas em 15 pontos

Info icon This preview shows pages 605–607. Sign up to view the full content.

3 m, em linhas paralelas, por uma extensão de 42 m. Foram executados ensaios em linhas, em 15 pontos centrais de investigação, afastados de 3 m entre si. A primeira das SEV´s foi executada a 2 m da voçoroca. Em seguida, usando uma linha perpendicular à cabeceira da voçoroca, passou-se a localizar os centros de investigação, afastando-se da voçoroca, de três em três metros. A Figura 6 ilustra esse esquema de investigação. Os ensaios foram conduzidos no mês de outubro, que corresponde ao período da seca. Tabela 5. Abertura dos eletrodos para investigação em profundidade. Autores Profundidade de investigação Roy e Apparao (1977) 0,1125 L Barker (1989) 0,190 L Telford et al . (1990) 0,167 L' Figura 6. Esquema de distribuição dos ensaios ao lado da voçoroca. Os dados levantados em campo são apresentados na Figura 7, na qual se pode observar a variabilidade dos valores de resistividade em profundidade, ao longo do caminhamento investigado. Essa figura chama a atenção para o fato de que não há um padrão claro de va- riação nas profundidades de 1 m e 2 m. Poder-se-ia esperar que as elevações e quedas dos valores de resistividade acontecessem sempre na mesma posição. Isso não ocorreu, embora seja possível afirmar que as sinuosidades das linhas de resistividade ao longo do percurso investigado sejam próximas em alguns casos. Também é possível afirmar que, de um modo geral, as magnitudes da eletrorresisitividade são maiores à medida em que se aproxima da superfície. Uma explicação para isso é o teor de umidade do solo – maior na medida em que se aprofunda o perfil. Os valores típicos de resistividade do solo apresentados na Tabela 4 mostram que, para solos argilosos secos, os valores esperados são menores que 20. Na Figura 7, pode-se verificar que os valores medidos no campo atingem no máximo 30 Ω m. Os valores encontrados na profundidade de 3 m são da ordem de 10 Ωm. A queda de valores tem duas possíveis explica- ções. A primeira explicação é um aumento no teor de umidade. Isso é possível se for conside- rado que, nas camadas mais profundas, há menor variação de umidade devido à evaporação. A segunda explicação é que esse valor coincide com o limite inferior dos siltitos argilosos. O embasamento rochoso no local é constituído de filitos, sericitos e siltitos; a textura do silte é dominante em todas essas rochas. Isso quer dizer que os dois fatores podem estar concorren- do para a variação de resistividade elétrica na região.
Image of page 605

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 576 Se for considerado que nas distâncias de 15 m e 30 m (Figura 7) o valor da resistividade sobe, respectivamente, para 20 Ωm e 10 Ωm , tem-se uma possível mudança de solo, ou de massa nesses locais. Para o tratamento dos dados, foi empregado o programa computacional Surfer®. Cons- truiu-se um gráfico com linhas isorresistivas ao longo da secção em que foram realizadas as SEV. A Figura 7 mostra a secção de solo estudada. Na figura, pode-se observar que há regiões com valores de eletrorresistividade elevados em relação aos valores médios do maciço.
Image of page 606
Image of page 607
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern