Ele se tornou tão popular pela comunidade que foi a

This preview shows page 20 - 22 out of 36 pages.

chama NPM. Ele se tornou tão popular pela comunidade, que foi a partir da versão 0.6.X que foi integrado no instalador do Node .js, tornando-se o gerenciador padrão desta plataforma. Isto sim- plificou a vida dos desenvolvedores na época, pois fez com que diversos projetos se convergissem para esta plataforma até os dias de hoje. Utilizar o NPM é muito fácil, então vejamos os comandos principais para que você tenha noções de como usá-los: • npm install nome-do-modulo: instala um módulo no projeto; • npm install -g nome-do-modulo: instala um módulo global; • npm install nome-do-modulo --save: instala o módulo no pro - jeto, atualizando o package.json na lista de dependências; • npm list: lista todos os módulos do projeto; • npm list -g: lista todos os módulos globais; • npm remove nome-do-modulo: desinstala um módulo do projeto;
Image of page 20

Subscribe to view the full document.

Edição 02 Front-end Magazine 21 será impossível instalar o módulo via comando npm. O atributo private é um booleano, e determina se o projeto terá código aberto ou privado para download no npm. Os módulos no Node.js trabalham com três níveis de versiona - mento . Por exemplo, a versão 1.2.3 está dividida nos níveis: Major (1), Minor (2) e Patch (3). Repare que no campo dependencies foram incluídos 4 módulos, sendo que cada um utilizou uma forma diferente de definir a versão do projeto. O primeiro, o modulo-1, somente será incluído sua versão fixa, a 1.0.0. Utilize este tipo ver- são para instalar dependências cuja atualizações possam quebrar o projeto pelo simples fato de que certas funcionalidades foram removidas e ainda as utilizamos na aplicação. O segundo módulo já possui uma certa flexibilidade de update. Ele utiliza o carac- tere “~” que faz atualizações a nível de patch (1.0.x). Geralmente essas atualizações são seguras, trazendo apenas melhorias ou correções de bugs. O modulo-3 atualiza versões que sejam maior ou igual a 1.0.0 em todos os níveis de versão. Em muitos casos, utilizar “>=” pode ser perigoso, porque a dependência pode ser atualizada a nível major ou minor , contendo grandes modificações que podem quebrar um sistema em produção, comprometendo seu funcionamento e exigindo que você atualize todo código até voltar ao normal. O último, o modulo-4, utiliza o caractere “*”; este sempre pegará a última versão do módulo em qualquer nível. Ele também pode causar problemas nas atualizações e tem o mesmo comportamento do versionamento do modulo-3. Geralmente ele é utilizado em devDependencies, que são dependências focadas para testes ou de uso exclusivo para ambiente de desenvolvimento, e as atualizações dos módulos não prejudicam o comportamento do sistema que já está no ar. Escopos de variáveis locais e globais Assim como no browser, utilizamos o mesmo JavaScript no Node.js. Ele também utiliza escopos locais e globais de variáveis.
Image of page 21
Image of page 22
  • Fall '18
  • site, Pagina, Aplicação web, Front-End Magazine

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern