Não sou luxento ela virou se para sair espera você

Info icon This preview shows pages 180–183. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
Não sou luxento.” Ela virou-se para sair. “Espera! Você — fala — inglês?” Foi-se embora. Meu almoço ficou olhando para mim por mais tempo do que aguentei ficar olhando para ele. Minha estratégia estava errada desde o começo. Eu tinha tentado sair daquela situação absurda aos gritos, porém as pessoas internadas não têm esse direito. Os senhores de escravos gostam de ter um rebelde de vez em quando, para subjugá- lo na frente dos outros. De toda a literatura carcerária que já li, desde Arquipélago Gulag , Cinco anos como refém no Líbano até Soco inglês à francesa , para se conquistar um direito é preciso haver uma negociação, conduzida com muita argúcia. A resistência do prisioneiro só tem o efeito de justificar, para os carcereiros, um encarceramento ainda mais severo. Chegara a hora dos subterfúgios. Era necessário tomar muitas notas para depois incluí-las no processo de indenização. Era preciso ser educado com Noakes, a Nefasta. Mas, quando eu recolhia com meu garfo plástico umas ervilhas frias, uma sequência de rojões explodiu no meu crânio, e o mundo antigo deixou de existir abruptamente.
Image of page 180

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
Uma rogativa de Sonmi~451
Image of page 181
No futuro, istoriadores que ainda nem nasceram vão lhe ser gratos pela sua cooperação, Sonmi~451. Nós, arquivistas de oje, agradecemos no presente. Nossa gratidão pode não valer muita coisa, porém vou tentar lhe conceder qualquer último pedido que você faça, se estiver dentro da esfera de influência do meu ministério. Bem, este dispositivo prateado em forma de ovo se chama rogativa. Ela vai registrar uma imagem tanto do seu rosto quanto das suas palavras. Q uando terminarmos, a rogativa será arquivada no Ministério de Testamentos. Isto não é um interrogatório, repetimos, nem um julgamento. O que importa é sua versão da verdade. Para mim, nenhuma outra versão da verdade jamais teve importância. Comecemos. Normalmente, eu inicio pedindo aos meus entrevistados que falem sobre suas lembranças mais antigas. Você parece esitar. Não tenho nenhuma lembrança mais antiga, Arquivista. Todos os dias da minha vida no Papa Song’s foram tão uniformes quanto as batatas fritas que vendíamos. Então, por favor, conte como era esse mundo. Era uma cúpula fechada com cerca de oitenta metros de diâmetro, uma comedoria de propriedade da Papa Song Corp. As servidoras passam doze anos trabalhando sem jamais sair daquele espaço, jamais. A decoração é de estrelas e listras em tons de vermelho, amarelo e sol nascente. A celsius é ajustada ao nosso Exterior; mais quente no inverno, mais fresca no verão. Nossa comedoria ficava no menos-nono andar, debaixo da Chongmyo Plaza. Em vez de janelas, as paredes eram enfeitadas com AdVs. Na parede leste ficava o elevador da comedoria; era a única entrada e saída. A norte, o escritório do Vedor; a oeste, a sala dos seus Auxiliares; a sul, a dormidoria das servidoras. Os igienizadores dos consumidores eram ingressados a nordeste, sudeste, sudoeste e noroeste. O Eixo ficava no centro. Ali os alimentandos pediam suas refeições; nós entrávamos
Image of page 182

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
Image of page 183
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern