Figura 2 ensaio de rebaixamento em furo de sondagem a

Info icon This preview shows pages 268–272. Sign up to view the full content.

Figura 2. Ensaio de rebaixamento em furo de sondagem a trado.
Image of page 268

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 238 2.2.2 Determinação das umidades pelo método gravimétrico Para o monitoramento da frente de umedecimento antes e após os ensaios de infiltração, foram feitas coletas de amostra por meio de trado manual e determinadas as umidades por meio de ensaios gravimétricos. As coletas de amostra foram realizadas seja em pré-furos de menor diâmetro executados por meio dos ensaios PANDA, seja diretamente por meio da escavação a trado sem pré-furo. No estudo, foram feitos 39 furos a trado manual. O primeiro deles foi destinado aos ensaios de infiltração, e os demais, à inspeção das umidades, sendo estes denominados furos de inspeção (Figura 3). Os furos de inspeção foram escavados em linha reta, distribuídos diametralmente nos dois sentidos em relação ao furo de infiltração até a profundidade de 3,5 m. Em um sentido, executaram-se os furos antes do ensaio de infiltração e, no outro, depois. Os furos de inspeção se situaram a 0,50 m, 1,50 m, 2,50 m e 3,50 m do ponto ensaiado. Para cada ensaio de infiltração foram feitas as coletas em perfis a cada 0,50 m de profundidade, até atingir a cota de 3,5 m em relação à superfície do terreno. A coleta de amostras iniciava-se a partir do perfil mais distante do ponto ensaiado. Figura 3. Malha de amostragem das umidades. Os furos de inspeção foram executados nas datas de realização das etapas dos ensaios de infiltração, segundo a distribuição indicada na Figura 4. A primeira etapa foi realizada no dia 18 de setembro de 2009, sendo feitos o furo principal e seis furos de inspeção de umidade, três antes e três depois da realização no ensaio de infiltração no furo principal. As amostras de solo coletadas foram colocadas em sacos plásticos, os quais, em seguida, foram hermeti- camente fechados e conduzidos ao Laboratório de Geotecnia para determinação dos teores de umidade por meio do método gravimétrico. Após as retiradas das amostras, os furos de inspeção foram preenchidos com uma mistura de cimento e bentonita em proporção 1:2. Esse procedimento foi adotado em todas as etapas, com a diferença que para as demais realizaram- -se oito furos de inspeção em vez de seis, sendo quatro antes e quatro depois do ensaio de rebaixamento. Essa mudança se deu devido à necessidade de se estender, por mais 1,0 m em planta, o campo de inspeção da ação da água infiltrada.
Image of page 269
Avanço da frente de infiltração em solos profundamente intemperizados não saturados 239 Figura 4. Vista em planta da distribuição dos furos de inspeção.
Image of page 270

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 240 3 Resultados obtidos Conforme já mencionado, os ensaios foram realizados em cinco etapas: 1ª etapa – 18/09/2009; 2ª etapa – 22/09/2009; 3ª etapa – 30/09/2009; 4ª etapa – 15/10/2009; 5ª etapa – 15/11/2009. Esse referencial das datas de realização dos ensaios é importante, pois as umi-
Image of page 271
Image of page 272
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern