Segue outro exemplo com o d\u00f3lar Licenciado para Thiago Santos de Oliveira E

Segue outro exemplo com o dólar licenciado para

This preview shows page 77 - 82 out of 151 pages.

Segue outro exemplo, com o dólar: Licenciado para Thiago Santos de Oliveira, E-mail: [email protected], CPF: 99864622587
Image of page 77
O dólar estava em tendência de baixa no gráfico de 5 minutos, na região das médias móveis. O gráfico de 15 minutos estava abaixo da média de 72 períodos. Dessa forma prossegue-se a análise com o estudo do gráfico de 1 minuto: Se no gráfico de 1 minuto acontecer o rompimento da linha preta, na região entre 3.860 e 3.855 pontos haverá um movimento completo da tendência de baixa. E foi esse o movimento que aconteceu: Aliás, com esse mesmo setup , seria possível entrar em várias operações: Licenciado para Thiago Santos de Oliveira, E-mail: [email protected], CPF: 99864622587
Image of page 78
Em todas as linhas pretas seria possível efetuar uma venda com esse setup . Retornando ao começo desse exemplo, ilustra-se como ficaria esse ponto no gráfico de 5 minutos: A partir do rompimento da linha preta, é possível uma entrada de venda, resultando nessa operação: Ganhou dinheiro quem apostou na queda dos preços. Licenciado para Thiago Santos de Oliveira, E-mail: [email protected], CPF: 99864622587
Image of page 79
Estratégia de Rompimento Números de Força Ao longo do tempo, alguns momentos do mercado são marcantes, por exemplo, todos se lembram do dia que teve o melhor ganho da carreira como trader , bem como daqueles dias em que aconteceu o maior prejuízo. Pessoalmente, lembro-me quando a Petrobrás descobriu o Pré-Sal e quando recebemos o Grau de Investimento; ou quando aluguei uma ação da Sadia e por sorte noticiou-se que a Sadia fez uma operação de hedge com dólar que deu errado e teve grande prejuízo, com isso, as ações amanheceram caindo 25%. Enfim, os exemplos servem para mostrar que os investidores guardam na lembrança os lugares em que ganharam ou perderam muito dinheiro e com isso são formados os números de força, que é exatamente a região que forma o suporte e a resistência. Exemplos: Este é um gráfico da RAPT4, período semanal e a região marcada com uma reta preta no horizontal é o que eu chamo de região do “Deus me livre”, onde o preço encontra o suporte muitas vezes, e quando rompe tem uma queda muito forte. Por diversas vezes esse ativo encontrou suporte na região dos R$ 6,00, e quando rompeu tal região observou-se uma queda muito forte até os R$ 3,00. Percebe-se que o preço guardou na memória por muito tempo os pontos de suporte e assim que foi rompido, o ativo perdeu mais de 50% do valor. Licenciado para Thiago Santos de Oliveira, E-mail: [email protected], CPF: 99864622587
Image of page 80
Veja outro exemplo, ABEV3, no gráfico diário: Neste gráfico da Ambev, brincava- se que existia um “burro enterrado” na região dos R$ 17,00, pois ela bateu várias vezes nessa região e não teve forças para romper. Questiona-se: o que está acontecendo? Toda vez que o preço está nesse ponto, quem está comprado acaba querendo vender, porque da última vez que o preço chegou nessa região ele caiu. E realmente caiu, muito, até que de repente ocorreu o rompimento, e o preço subiu:
Image of page 81
Image of page 82

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 151 pages?

  • Fall '19
  • Estados Unidos, São Paulo, Finanças, Lucro, Aluno, CONHECIMENTO

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture