Aplicados na avaliação da capacidade de

Info icon This preview shows pages 416–418. Sign up to view the full content.

aplicados na avaliação da capacidade de infiltração do perfil do solo, aplicando-se a poços e trincheiras de infiltração. O último permite avaliar a infiltrabilidade superficial do maciço, aplicando-se a projetos como os de valas, bacias de infiltração, colchões drenantes e pavimen- tos drenantes. Ele pode ser também usado para avaliar a infiltrabilidade de bases de poços e trincheiras de infiltração 5.2 Ensaio em poço A literatura recomenda que os testes de infiltração em campo sejam realizados, sempre que possível, em poço em escala real e sejam ensaiados no mínimo duas vezes, de preferência no mesmo dia. Recomenda também que o enchimento do poço para cada ensaio seja sempre na mesma cota, ou seja, mesma carga hidráulica. Essa recomendação se deve ao fato de que o efeito de arco interfere tanto no fluxo como na compressão junto à face do maciço após a escavação. Alguns cuidados devem ser adotados durante a escavação do poço em campo, dentre os quais se destacam: a) garantir o alinhamento com a vertical; b) identificar se há, ao longo das paredes do poço e no seu fundo, a presença de perfura- ção lateral que possa provocar a fuga da água e falsear o ensaio de infiltração em perfil; c) identificar se houve, durante o processo de escavação dos poços, a formação de col- matação superficial devido ao contato da ferramenta de corte com o solo. O fenôme- no da colmatação é comum em solos com teor elevado de argila. Se isso acontecer, deve ser feita uma escarificação manualmente na superfície das paredes e no fundo do poço. Ensaios de infiltração devem ser realizados com o enchimento do poço utilizando uma vazão de água que garanta o seu rápido enchimento. Geralmente, utiliza-se um caminhão pipa ou reservatório com volume e vazão adequados. O teste deve ser realizado pelo menos duas vezes seguidas e de preferência no mesmo dia. Para a realização do ensaio de campo, devem ser adotados os seguintes procedimentos: a) verificar as medidas da escavação: diâmetro e profundidade; b) abastecer e esvaziar o poço no mínimo duas vezes, tentando simular a estação chu- vosa que corresponde às menores taxas de infiltração, momento em que o sistema de infiltração é solicitado; c) adotar um sistema apropriado para avaliar o rebaixamento do nível da água no poço (utilizando trena, sensor de nível d’água ou outro) e considerar o mesmo referencial e variação de tempo para cada ensaio; d) não direcionar a mangueira para as paredes do poço, para evitar riscos de perda de resistência e erosão do solo; e) a realização de teste com o poço completamente cheio não é necessário nos casos de sistemas de infiltração onde a camada de maior infiltração se encontra nas camadas
Image of page 416

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Poços como estruturas de infiltração 387 inferiores, como é o caso de perfil com a presença de lente de cascalho ou areia. Nes- ses casos, deve-se avaliar se a matriz grossa desse material é filtro da fina; caso contrá-
Image of page 417
Image of page 418
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern